Deixe um comentário

Amor de Murphy

Que Murphy me ama, que é apaixonado por mim, me adora, eu já sabia. A novidade é que ele passou a perseguir!

Por ser pobre, tenho que me sujeitar aos serviços ferroviários da tão amada SuperVia. Pra quem não sabe, a SuperVia presta um dos piores serviços do Rio de Janeiro. Perde apenas para.. sei lá, acho que não conheço pior.

E é nessas ideias que entra nosso amigo Murphy.

De segunda a sexta, a SuperVia utiliza um sistema de intervalos para informar quando virá o próximo trem. Antigamente, quando os trens tinham horário marcado, eles cumpriam esses horários e eu sabia exatamente quando pegaria uma dessas composições superlotadas para chegar ao trabalho. Com os intervalos: tá uma zona.

Não sabendo a hora que o trem vai passar, passei a sair ligeiramente mais cedo que antes, pra mó de num passar muito tempo na estação. Quando me atraso, consigo ver os atos de Murphy. E ele faz isso apenas pelo sádico prazer de me ver perdendo o trem.

Se você não está vendo a imagem, há algo errado..

Eu entendo esse cara..

Saio de casa, ando apressado, subo o viaduto onde fica a entrada da estação e, quando estou chegando bem perto, avisto um trem, parado, esperando qualquer coisa, menos eu. Quando penso que vou passar o cartão, descer as escadas pulando degraus, entrar no último segundo e ficar com a roupa presa na porta, o trem parte.

Aí você pensa “tá, cara. legal. todo mundo passa por isso de vez em quando.” Amigo, (tô rindo aqui pra não chorar) isso acontece QUASE TODO FUCKING DIA!

Eu já tô considerando fortemente lançar uma busca por quem jogou essa maldição na minha vida. Quase todo dia, por 1(HUM) minuto ou menos, perco um trem. E o pior: normalmente é o “semi-direto”.

Nessas situações eu fico pensando naquele 1 minuto a mais que eu passei no banho, ou na rede, ou tirando meleca, ou procurando espinhas na cara (#adolescentede25).

Mano, é um, eu disse 1(HUM), minuto. Num dia de 24 enormes horas de 60 minutos cada. Murphy, eu sou compromissado, cara. Vou casar. Para.. Desiste.. Já tá feio.

E você, querido leitor, me diga: com que frequência Murphy te pega no colo e diz “Te amo”?

Anúncios

A Farofa Corp. agradece seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: