Deixe um comentário

Rock(?) in Rio

AVISO: Eu comecei a escrever esse texto pensando em mostrar os motivos da “falta de rock” no Rock in Rio e lembrar que o evento é, sim, voltado para o rock, que o nome não foi definido por significar, também, agito e talz.. Mas, como o mundo é uma caixinha de surpresas, ele foi tomando uma direção bem diferente do que eu tinha pensado. Reflitam antes de me xingar, por favor.

É sempre a mesma coisa: chega a época do tão aclamado festival musical e começam as guerras por “rock” no evento.De um lado, fãs de música pop defendem o Rock in Rio como a melhor coisa do mundo, um evento que nunca foi só de rock.

Do outro, fãs de rock, injuriados por terem seu ritmo sagrado profanado por vozes como a de Ivete Sangalo ou Beyoncé, gritam que o próprio nome do evento remete a um ideal de um mundo só de rock.

Como essa briga não vai pra frente por nada, resolvi me meter no meio, como numa roda punk, arriscando-me a tomar uns socos e caneladas, para ver se a gente acaba logo com isso e, assim, vamos para casa/show, curtir nossos momentos em paz.

Rock in Rio

Primeiro, vamos à origem. O Rock in Rio, como todos devem saber, surgiu como um festival musical que dava uma ênfase muito maior ao rock do que a outros estilos. Isso pode ser visto no nome, no símbolo, no nome “Cidade do Rock”, que é a estrutura construída para receber o evento..

Porém, não vamos ser injustos: desde o primeiro evento, a música pop, tanto brasileira quanto estrangeira, está presente no festival. Em 85, podemos perceber a apresentação de cantores e bandas que, por mais que tocassem estilos ligados ao rock, não estavam nele. Temos cantores de blues, de jazz, pop.. A proporcionalidade ficaria em, aproximadamente, 60% de rock e 40% “não rock”.

De uns tempos para cá, o pop se enveredou por uma vertente mais ligada ao hip-hop. Na consciência geral da humanidade, o rap é quase o oposto do rock. Não sei o porquê, mas essa é a sensação que fica. Aqui no Brasil isso é muito mais visível, com a guerra rock x funk. Aliás, muitos roqueiros são contra qualquer estilo de música que venha das periferias.

Devemos entender, também, que o problema do pop para um roqueiro não é só o hip-hop, mas as letras diluídas, que contrastariam com as bem escritas e rebuscadas letras de bandas de rock. Além, pasmem, da popularização. Muitos acreditam que, por cair no gosto do povo, as coisas se tornam ruins. Tá aí Avenged Sevenfold sendo odiada por ter fãs “coxinhas”.

Olhando para o Rock in Rio 2013, temos os maiores nomes do pop e algumas bandas “grandes” de rock. E aí que começa o conflito. Para muitos fãs de rock, a simples presença de cantores pop no evento já é uma heresia. Falam que não tem rock direito, que seriam suas bandas favoritas (a maioria já acabou, né), mas está cheio de pop. Até o momento que paramos para analisar a line-up.

A quantidade de bandas de rock presentes no primeiro fim de semana, por mais que não sejam as preferidas dos roqueiros “tr00”, já dá pra curtir uma abertura de evento. Dos 3 primeiros dias, 1 deles foi apenas de rock. Ou seja, 2(DOIS) dias tiveram pop. E acabou por aí. No final de semana seguinte, não tem mais pop. Temos até uns rocks “bobinhos”, bandas indie e alternativas e talz.. Mas acabou pop, galera. E são 4(QUATRO) dias. No final das contas, temos mais de 70% de rock no evento. Tá faltando rock? O evento não é rock?

O problema, como eu disse ali atrás, é a preferência. Muitas dessas bandas não são consideradas pelos roqueiros “padrão”, que andam de preto, com spykes e coturnos. Galera, entendam uma coisa: é Rock in Rio, não Metal in Rio.

Conclusão:

Rock in Rio é um festival musical que dá, sim, ênfase ao rock. Entendam, porém, que essa ênfase não deve ser entendida como exclusividade. Curtam suas bandas, deixem os outros curtirem as outras bandas, deixem em paz quem gosta de Beyoncé e vamos parar de chororô infantil, por favor.

Anúncios

A Farofa Corp. agradece seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: