Deixe um comentário

Últimos Dias de Outubro

Então, cá estou eu, finalizando o Meme, com este post que deveria ter saído a quase uma semana! Mas, após todo esse tempo ausente, malemolente, recorrente, visitante, amaciante e todos os -ntes que tenho direito, volto para atualizá-los com coisas menos inúteis do que fezes de mosca, assim acredito.

Ah, mas claro, vocês queriam o ANO INTEIRO EM GRANDE DETALHE, né? E não terão. Quase não lembrei do mês, acham que eu lembraria do ano? Mas vai um resumão?

O ano foi muito louco, como todos os outros em que estou presente. Começou bem, de uma forma bem legal, mas meio confusa. Ainda não estava totalmente desempregado, tinha a esperança do tal “projeto”, mas nada foi para a frente. Isso, nada!

Tive que arrumar outro emprego, mas aí já era, praticamente, carnaval, que eu passei, na maior parte, em casa.

Enfim, muita coisa mudou. Muita coisa mesmo. Esse foi um ano de mudanças, nem todas boas, aos olhos humanos, mas, como diz naquele livro de capa preta que eu preciso ler mais, todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus. Então estou tranquilo, mesmo que o ano não tenha acabado, nem as mudanças. A vida é feita delas, temos que aproveitar.

Agora, falando do ano que vem, eu já não sei. Ou sei mas não quero falar. É que não gosto de falar dos meus planos antes que possa vê-los concretizados. Mas será um ano…

De AFIRMAÇÃO. De CONFIRMAÇÃO. De CONFINAÇÃO, talvez. =P

A ideia é: todas as mudanças que ocorreram nesse ano, contribuirão para as certificações que virão no próximo.

Virão dificuldades, mas também virão as glórias. Verão virá, mas também o inverno. E a primavera, é claro. E suas flores e cores. Mas, ainda assim, não é definido. E isso é bom, pois não sou eu que tenho o controle do mundo em minhas mãos. Mas será um ano muito bom, um dos melhores, disso eu estou certo.

Esse tipo de post não é para este espaço. Eu o faria no Eis Que Te Falo, é mais a cara dele, mas o Meme foi iniciado aqui e aqui será encerrado.

Como está tudo muito sério, faltando uma piada ou idiotice, aí vai:

Era uma vez uma vaca chamada Vitória. Ela queria destruir a camada de Ozônio…

Anúncios

A Farofa Corp. agradece seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: